Adoção

Hoje venho com um assunto diferente: adoção. Vamos deixar os livros de lado, pelo menos hoje, haha.

Por qual motivo o assunto será adoção? Simples, Escolhi esse assunto por ser adotada e por não sei, querer desabafar um pouco. Querer entender. Explicar. Querer apenas falar sobre isso. Não acho que tenha apenas um único motivo, mas vários. Além disso, é um ato muito lindo. Ato esse, que meus realizaram, e até hoje, agradeço muito a eles.

Sabe, eu não tenho motivos para reclamar. Levo uma vida muito boa. Talvez, se estivesse com a pessoa que me deixou no Orfanato, não teria acesso a escola, livros, felicidade. Talvez o carinho fosse outro, talvez minha vida fosse totalmente diferente. Poderia ser pior... ou melhor. Simplesmente não sei. Com certeza certas pessoas que também foram adotadas, não tiveram a mesma sorte que eu. Ou não conseguiram entender o motivo de terem sido abandonadas e acabaram se revoltando com tal descoberta. Eu apenas aceitei, sem querer entender nada. Sem querer saber o por que daquilo ou disso. Só concordei e segui em frente.

Na verdade, gostaria sim de saber muitas coisas, mas não faço questão. Se a vida quisesse que eu realmente soubesse dessas coisas, meu pai teria achado vestígios do meu passado quando foi atrás. E bom, ele não achou. Então tudo bem, tudo bem. Por que o presente é agora. E o passado já não me importa mais.

Era para eu morar em João Pessoa, mas agora estou bem distante. Distante de tudo em relação ao meu passado. Sei algumas coisas e tenho uma foto da minha outra "mãe". Nada além disso.

Às vezes imagino váriaaas coisas sobre o meu passado, já que cheguei com alguns hematomas no corpo. E meu cabelo era todo bagunçado. Mas nem ligo mais, pois minha mãe cuidou de todas as feridas. Cuidou de todos os problemas. E hoje vivo essa vida nada problemática. E tudo isso devo aos meus pais.

Nem todos que foram adotados pensam como eu, mas meus pais me preparam desde pequena para aceitar essa noticia quando fosse maior. E foi o que aconteceu.

Sabe, quando você aceita sua família, parece que você nunca deixou de fazer parte dela. É como se você realmente tivesse nascido ali. Você até esquece de tudo. Fica interessado apenas em viver com eles, pois foram eles que te acolheram e te ajudaram em todos os momentos. É incrível a sensação.

Sempre terei minhas dúvidas, mas nenhuma delas superará o que sinto pela família que estou agora. Pela MINHA família. Porque é isso que ela é pra mim. É totalmente minha.

Nunca usei esse fato para apontar os erros/acertos dos meus pais, nunca cheguei e falei:

Vocês só fazem isso por eu ser adotada e quiserem que me sinta bem.
Vocês não gostam de mim.
Vocês... vocês...

Até porque, não me sinto assim. E em casa, o diálogo prevalece, sempre que podem, eles conversam sobre isso comigo. Gostam de saber se ainda me sinto bem em relação a isso. Sempre estão dispostos a responder minhas perguntas, e quando não tem resposta, são sinceros comigo, dizendo não saber.

Quando falo com eles, refiro-me a nós.
Nós vamos, nós somos...

E assim, acho que quis falar sobre isso para entender como as outras pessoas se sentem em relação a esse assunto. Se levariam/levam numa boa. Queria saber se tem mais gente adotada, e entender o que se passa na cabeça de vocês. Sempre quis conversar com alguém que passasse pela mesma situação que a minha. E achei o blog um lugar ótimo pra isso, por existir pessoas de tudo quanto é jeito e pensamento.

Então queria que respondessem ao meu post, digam se passam por isso, se já aceitaram. E se não são, fale o que pensam sobre esse ato.
Falaria muito mais sobre esse assunto, mesmo. Porém, seria preciso uns trezentos posts para falar todas as minhas ideias e pensamentos sobre esse assunto. Mas acho que o principal está aqui.

 Bom, assim como eles sentem orgulho de mim, sinto orgulho deles. E isso já é suficiente.

Espero que tenham gostado do post.
Beijos e até.

9 comentários:

  1. É comum imaginar como seria se fosse diferente, se estivesse na outra família, enfim... bom post, aberto e com muito sentimento... seguirei!

    F.

    ResponderExcluir
  2. Muuuuito bacana o texto, muito mesmo!
    Não sei se é porque quero me formar e ter uma condição financeira suficiente para adotar uma criança. Ou, quem sabe duas. :)
    Tenho um filho já, de 3 anos. E ele é a coisa mais preciosa que eu tenho na vida. Creio que não apenas por ser meu filho, mas por ser inocente, criança, né?
    Meu único medo é de mimar demais um filho que já passou por maus tratos, muitos sofrimentos. Depois ele cresce e acha que pode tudo.
    Mas enfim é um objetivo meu e que ainda alcanço, mas quando tiver condições. :)

    Parabéns pela família que tem! Felicidades a você!
    E uma curiosidade, seus pais têm mais algum filho ou é só você?

    ResponderExcluir
  3. Ah, e obrigada pelo comentário no meu Blog.
    Fico feliz em saber que a galera está gostando e entendendo o que eu realmente quero passar. :)

    =*

    ResponderExcluir
  4. Bastante interessante o texto, gostei muito da forma como você enxerga as coisas... Parabéns! Você é FILHA e pronto... O fato de não ter sido gerada biológicamente por esta família não significa nada! Existem coisas muito mais importantes! bjão!

    www.brincandodefazerpiada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. acho q adoção eh um ato q vai beneficiar os 2 lados, pois a criança vai ter oportunidade de ter uma familia e a familia vai poder ser completa com a criança :)

    ResponderExcluir
  6. Adotar é um gesto lindo, quando há um beneficio mutuo.

    http://publicidadesaltoalto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. O melhor de todos os POST da internet!

    ResponderExcluir
  8. Post lindo.
    Parabéns.
    Senti uma admiração muito grande por você, pois você demonstrou maturidade com o que Deus reservu para voce e iso tudo mostra que você sabe dar o devido valor que sua família merece.
    Eu sei que isso é muito manjado, mas a sua verdadeira família creio que você ja conhece.
    Não sou adotada, ma já escrevi sobre no meu blog, se quiser:

    http://ummundoquaseparticular.blogspot.com/2010/11/adocao.html

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Comente de forma consciente :D